Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008

Perspectiva arquitectónica

                                     

 

 

 

 

 

 

De todo o património existente em Miranda é o casario da parte velha da cidade que maior interesse suscita a todos os visitantes. Qualquer obra que se realize dentro do perímetro muralhado tem, obrigatoriamente, de ter um projecto arquitectónico, que deve ser sujeito a uma aprovação das entidades competentes. Não são permitidas alterações à volumetria dos edifícios, não é autorizada a abertura de portas e janelas e a utilização de alumínios, azulejos, mármores ou outros revestimentos exteriores, à excepção do granito, abundante na região. É aconselhada a utilização de cal branca para a pintura exterior de paredes.
 Este conjunto de medidas de protecção ao património construído tem permitido manter, no essencial, a fisionomia, equilíbrio e beleza da cidade antiga, cuja história é longa, de muitos séculos. Apesar de ter passado por muitas convulsões, Miranda tem sabido manter a traça arquitectónica primitiva, não se tendo verificado alterações que ponham em causa a harmonia do conjunto habitacional e da vida social dentro da cintura muralhada.

 As ruas estreitas e apertadas, com casas de planta muito simples de um, dois ou três pisos e construídas de cantaria ou alvenaria granítica, pedra muito abundante em toda a circunferência da cidade e em toda a região do Planalto Mirandês. A situação geográfica da povoação nunca permitiu a libertação de grandes espaços para abertura de largos ou praças muito amplos. Miranda mantém o traçado nitidamente medieval, apesar dos séculos que por ela passaram.

São ruas paralelas entre si com algumas vielas transversais ao longo das muralhas. Sofreram alterações significativas ou desapareceram as ruas próximas do castelo por ocasião da explosão e destruição da fortaleza levada a cabo pelos exércitos de Castela no ano de 1762, mas o conjunto da cidade não se alterou.

A rua da Costanilha, a mais característica, mantém o seu traçado quatrocentista e quinhentista de rua de mercadores e artesãos. Ainda lá se conserva a estalagem com a sua traça primitiva e com os seus cachorros simbólicos.No local das Quatro Esquinas, assim chamado, por ai cruzarem quatro ruas, há um edifício de traça bem quinhentista com os seus cachorros pornográficos. Nesta rua da Costanilha e em outras existem casas com modilhões ou cachorros. A maior parte das moradias estão construídas com cantaria lavrada com suas janelas muito simples, trabalhadas à maneira do tempo.

Com o nome de Praça, se designou sempre o espaço onde se encontram ainda hoje, os edifícios da Câmara Municipal, o novo e o antigo, servindo este actualmente de Museu da terra de Miranda. Deste espaço saíam as artérias principais da cidade: Rua da Alfândega, Rua da Costanilha, Rua da Trindade, Rua da Sé e a rua que dá saída para a Misericórdia.

As portas da cidade, apesar de algumas estarem destruídas, mantêm os nomes da antiguidade. As portas de Santo António pelas quais se entra hoje na cidade ficam situados a Nordeste. O Postigo é uma pequena porta gótica, situada a Oriente e dá só entrada a peões. Daí o nome do Postigo ou porta Pequena. Mais a Sudoeste fica a porta da Cerca ainda plenamente conservada. Ao Norte ficam as portas de Nossa Senhora do Amparo.

Até há cerca de cem anos mais ou menos, era por estas portas que se fazia a entrada principal da cidade. Por elas se saía para todo o sul do país pela entrada que dava para Cércio, Duas Igrejas e Sendim pela ponte dos canos, situada a pouco mais de cem metros das muralhas, construída no século XVI, ou antes, sobre o rio Fresno.


 


Miranda exibe a grandeza das suas ruínas militares, o seu urbanismo renascentista, o medievalismo da Rua da Costanilha, as fachadas barrocas e neoclássicas dos templos religiosos e a imponência exterior e interior da velha Sé.

 

publicado por lamietierra às 16:31
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

Número de visitantes...

Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

As muralhas de Miranda do...

Alguns jogos tradicionais...

Dados gerais da cidade

Sé Catedral de Miranda do...

Castelo de Miranda do Dou...

Algumas considerações sob...

21 de Fevereiro, o dia da...

Perspectiva arquitectónic...

Economia

Parque Natural do Douro I...

Deixem o povo falar...


Free chat widget @ ShoutMix

links

arquivos

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

pesquisar